Como se fosse mãe

08/09/2016

Se você, criaturinha por trás da tela, acompanha o blog com frequência, vai lembrar que ano passado eu virei fada. Pois eis que a vida é uma caixinha de surpresas e, recentemente, esse assunto foi trazido de volta à tona. 

Estávamos eu e Kaio plus um casal de amigos churrasqueando em nossa humilde residência. Ponto importante: eles têm uma filha de 7 anos, chamada Natasha, que é amiga do Miguel, que tem 6 anos, desde pequena. Ok, prosseguindo. Os dois pequeninos - que de pequenos não têm mais nada, chora - farreavam quando, de repente, a guriazinha surgiu na minha frente:

— Vic, a gente pode brincar de guerra (oi?) no quarto seu e do Bode (vulgo Kaio)?

— Pode, Natasha, só tira o sapato se for subir na cama e cuidado lá. - eu respondi ainda tentando imaginar o que diabos seria brincar de guerra.

Ela saiu correndo até chegar no corredor (onde o senhor Miguel a esperava pacientemente) e disse:

— Sua mãe deixou, vamos lá!

Nessa hora bateu aquele gelado no coração, eu olhei - um tanto nervosa, admito - para a mãe dela e nós duas rimos. Kaio, mais que prontamente, seguiu os dois de mansinho, para ver a reação do filhote. Outro ponto importante: a mãe do Miguel não é muito presente no dia-a-dia e ele enfrenta vários problemas por conta disso. Então, dizer "mãe" perto dele é um assunto sempre muito delicado. Continuando.

— Ela não é minha mãe! - ele soltou.

— Ah não? O que ela é sua? - Natasha perguntou toda curiosa.

Miguel - segundo o que me foi descrito posteriormente - ficou meio pensativo, com as mãozinhas mexendo, como se estivesse prevendo como explicar.

— Ela é tipo... - pausa dramática - como se fosse mãe!

GIPHY.COM
~feels~

Alguém me socorre depois dessa? Se eu chorei? Que isso, imagina.

26 comentários:

  1. Eu tô há alguns minutos pensando no que comentar neste post. A única coisa que me ocorre é: ♥

    Muito amor!

    ResponderExcluir
  2. Não tem o que falar, só sentir.
    Que fofos, que meigos, que amorzinho.

    Um abraço.
    http://julietincrisis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que saudade de você por aqui! ♥ E realmente, é puro sentimento mesmo!

      Beijinhos ;*

      Excluir
  3. Criança é tudo uns amorzinho né

    ResponderExcluir
  4. Ai que lindo.
    Tenho uma amiga que também tem um quase filho assim, hoje ele tem 18 anos e ela como quase mãe e mais mãe que a mãe rs. Ela que ficou sabendo do primeiro beijo, que orientou quando ele quis sair com os amigos e ela sabia que iria rolar bebida. Tenho certeza que vocês serão muito felizes. Caiu até um cisquinho aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, caiu um cisquinho por aqui também! ♥ Essas conexões espontâneas que acontecem são tão lindas, né? Tem muito amor no meio!

      Beijos ;*

      Excluir
  5. A espontaneidade e a leveza de uma criança é inigualável rstss amo isso, é muito amor envolvido ;)

    ResponderExcluir
  6. Ainda não sou mãe, mas imagino o quanto deve ser lindo ouvir isso de um pequeno. São tão puros e inocentes que qualquer demonstração de afeto nos deixam admiradas e morrendo de amores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm, é muito amor envolvido! Vira e mexe estou derretendo de paixão. hahaha

      Beijos ;*

      Excluir
  7. A primeira coisa que gostei aqui no teu blog foi o título: ATTRAVERSIAMO! Lembrei de cara do filme Comer, Rezar e Amar (porque eu não li o livro... rs) e achei muito interessante o uso da palavra como título, ainda que não tenha nada a ver com o filme/livro!
    E que texto mais lindo e sincero o seu! Adorei o modo como narrou o acontecido! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH, que amor! ♥ Você é uma das primeiras pessoas que reconhece a origem do título. Tirei a inspiração do livro, tenho até uma tatuagem com essa palavra. hahahaha Ela marcou muuuito a minha vida em diversos aspectos.

      Obrigada!

      Beijos ;*

      Excluir
  8. Ai, que coisa mais linda de se ouvir, né? Literalmente uma declaração de amor!
    Pensei em dizer que pode te considerar uma "boadrasta" mas como disseram aí em cima... "quase mãe" fica bem melhor!
    E parafraseando Gonzaguinha: "Eu fico com a pureza das respostas das crianças".
    É muito amor envolvido!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, me derreto toda! HAHA É muito amor para uma criaturinha tão pequenina, me espanto. ♥ E nada mais verdadeiro do que essa frase!

      Beijão, adorei te ver por aqui! :*

      Excluir
  9. Sinceridade de criança é uma coisa de louco.
    E quanto mais ele cresce, mais ele vai te considerar.

    xoxo, jenny

    www.haironfiree.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que é mesmo! Eles falam tudo na lata, sem rodeios. HAHAHA Assim espero. ♥

      Beijos ;*

      Excluir
  10. Essas crianças tem o dom de "desmontar" esses pseudo-adultos que nós somos...

    ResponderExcluir
  11. AWN, GENTE! Esse foi um dos posts mais fofos que li nos últimos tempos. Fiquei bem feliz por você, inclusive. E amei o gif, bem colocado, hahhahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, obrigada! <3 Prazer, sou alok dos gifs. HAHAHA

      Beijos ;*

      Excluir
  12. O Miguelito é uma criança fantástica, educada, amorosa e muito esperta. Grande parte disso, graças à você, que melhorou tudo por onde passou. Hoje ele só reflete o que tu fez e eu só tenho a agradecer por você ter entrado em nossas vidas. TE AMO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que tenho que agradecer por vocês terem entrado na minha vida trazendo esse montão de alegria e felicidade. ♥ Cada dia ao seu lado é uma oportunidade de ser, ainda mais, feliz. Te amo!

      Excluir
  13. Que definição linda, "fada". E esse "como se fosse mãe"? Não sei da história de vocês, mas o Miguel parece uma criança incrível e deve ser maravilhosa essa oportunidade mútua de vocês compartilharem uma vida, não? Fico muito feliz por vocês terem uma família assim e desejo muitas alegrias e momentos fofos do tipo, hehe. Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo, né? ♥ Olha, sou babona demaisss e, portanto, suspeita. Porém, ele é mesmo uma criança fantástica e super sensível, que sempre nos traz uma nova oportunidade de aprender algo! Obrigada pelo seu comentário, adorei.

      Beijão :*

      Excluir


Tecnologia do Blogger.